ETE

ETE TOLEDOS I

DCIM100MEDIADJI_0189.JPG
Estação de Tratamento de Esgoto Toledos I – Inaugurada em 20/03/2004.

A ETE toledos I está localizada próxima ao bairro Jardim Conceição. Atualmente, possui capacidade para atender até 80 mil habitantes, tratando em média 160 l/s (litros por segundo), através de um sistema compacto de tratamento. Apesar de se encontrar em área urbana, não gera odor, graças à vegetação ao redor e ao processo de tratamento utilizado.

Tratamento: O esgoto passa por um tratamento preliminar composto por um sistema de grades e uma caixa de areia, para a remoção de sólidos grosseiros (lixo e detritos). Em seguida, vai para um tanque onde é injetado oxigênio, e bactérias aeróbias fazem a (degradação) da matéria orgânica (tais bactérias são chamadas aeróbias, pois precisam de oxigênio para degradar a matéria orgânica). Logo após, o esgoto é encaminhado aos (flotadores/decantadores), que tem a função de separar os sólidos (lodo) do líquido (esgoto tratado). O lodo é então, parte dele, colocado em uma centrífuga para remoção da umidade, para depois ser enviado a um aterro aprovado pela CETESB.  E outra parte retorna ao sistema para ser ativado e auxiliar no tratamento desse esgoto. Após todo o processo, os efluentes finais (esgoto tratado) podem ser devolvidos ao Ribeirão dos Toledos, de acordo com a legislação ambiental vigente.

Endereço: Avenida Conceição Marins Machado s/nº, entre os bairros Jardim Coceição e Terras de Santa Bárbara.

 

ETE TOLEDOS II

DCIM100MEDIADJI_0387.JPG
Estação de Tratamento de Esgoto Toledos II – Inaugurada em 28/02/2019.

A ETE Toledos II trata uma vazão média de 164 l/s e se torna pioneira no município a utilizar água de reuso, proveniente do esgoto tratado. Essa água recebe a desinfecção em uma estação interna de tratamento e tem utilização em vários pontos da estação.

Tratamento: Em sua concepção, a ETE Toledos II atua com sistema biológico, denominado de lodo ativado – tipo aeração prolongada, o qual opera na eliminação da matéria orgânica do esgoto por meio da colônia de bactérias aeróbias, ativadas através do processo de recirculação de parte do lodo que se forma nas etapas de aeração e decantação. Parte excedente desse lodo segue para a desidratação na própria estação, tendo com destino final o descarte em aterro sanitário licenciado. Após todo o processo, os efluentes finais (esgoto tratado) podem ser devolvidos ao Ribeirão dos Toledos, de acordo com a legislação ambiental vigente.

A ETE Toledos II está localizada em área rural do município, na antiga Fazenda Jamaica, próximo ao bairro de Chácaras Beira Rio – Acesso via SP 306.

Mais detalhes no link: https://daesbo.sp.gov.br/obras/ete-toledos-ii/

 

ETE BARROCÃO

DCIM100MEDIADJI_0668.JPG
ETE BARROCÃO

A ETE Barrocão tem capacidade de atender cerca de 60 mil habitantes. Sua bacia compreende boa parte da região da zona leste, que conta com o afastamento do esgoto via interceptor já instalado ( 4 km de extensão) até a área de construção da nova estação, na Estrada da Cachoeira, margem esquerda do córrego Barrocão e do Rio Piracicaba, que será o corpo receptor do esgoto devidamente tratado.

A obra foi concluída no final de 2020 e representa um salto significativo em qualidade de vida para o barbarense. Depois de décadas, finalmente o córrego Barrocão deixou de receber esgoto de parte da cidade.

Após todas as etapas de testes realizadas, onde todos os equipamentos foram colocados em funcionamento, a Estação de Tratamento de Esgoto – ETE Barrocão passou a operar de forma efetiva no dia 1º de fevereiro, garantindo o tratamento de 100% de esgoto em Santa Bárbara d’Oeste.

A ETE Barrocão se localiza na Estrada da Cachoeira. Mais destalhes no link: https://daesbo.sp.gov.br/obras/ete-barrocao/

 

 

ETE BALSA

DCIM100MEDIADJI_0055.JPG
Estação de Tratamento de Esgoto Balsa – Inaugurada em 4/12/2016.

As novas adaptações (Retrofit) na ETE Balsa determinaram uma nova concepção do tratamento, permitindo a estação tratar até 160 l/s. Atualmente trata em média 25 l/s.

Antes da obra de ampliação e modernização (Retrofit), concluída em junho de 2020, sua concepção era sistema de lagoas anaeróbio facultativo. Com a conclusão da obra, o sistema passou a ser de lagoas anaeróbio aeróbio, seguida de lagoa de sedimentação, resultando, dessa forma, na ampliação da eficiência do efluente tratado que retorna ao Rio Piracicaba – o corpo hídrico receptor –  padrão de qualidade compatível com os níveis determinados pelas Legislações Ambientais vigentes.

A ETE Balsa está instada na Estrada da Cachoeira, em área rural de Santa Bárbara d’Oeste, próxima do limite dos municípios de Americana e Limeira, à margem esquerda do Rio Piracicaba. Mais detalhes no link: https://daesbo.sp.gov.br/obras/6788/

 

 

ETE CRUZEIRO DO SUL

DCIM100MEDIADJI_0605.JPG
Estação de Tratamento de Esgoto Cruzeiro do Sul – Inaugurada em 4/12/2009.

A ETE do Cruzeiro do Sul foi construída para atender à população do Cruzeiro do Sul e de bairros próximos, onde um sistema de pequenas estações elevatórias direciona o esgoto para a Estação. Possui capacidade para atender 6 mil habitantes, tratando 16 l/s.

Tratamento: O esgoto passa por tratamento preliminar através do sistema de grades e caixa de areia, com a finalidade de remover resíduos sólidos grosseiros. Em seguida, é encaminhado para o sistema de reatores anaeróbios, que tem a mesma função das lagoas anaeróbias, mas com algumas vantagens, como baixo custo de implantação e operação, baixo consumo de energia, entre outros. Depois dos reatores aeróbios, onde a matéria orgânica é decomposta, passa pelo sistema de desinfecção através da adição de Hipoclorito de Sódio líquido.

Endereço: Rua Benedito Bueno Camargo, s/nº – Cruzeiro do Sul.

 

 

 

 

ETE ANDORINHAS

ETE Andorinhas – Inaugurada em 6/12/1997.

A ETE Andorinhas foi a primeira Estação de Tratamento de Esgoto de SBO, criada para atender ao Bairro Recanto das Andorinhas e com capacidade para tratar 0,5 litros por segundo de esgoto.

Tratamento: Na ETE Andorinhas, utiliza-se o sistema de lodos ativados. O esgoto passa por tratamento preliminar composto de gradeamento com caixa de areia, para a retirada de sólidos. Depois, é enviado para um tanque de aeração, onde ocorre a degradação da matéria orgânica, após essa etapa o esgoto vai para um decantador, onde é separado lodo do efluente tratado, o lodo retorna ao tanque de aeração e o excedente é descartado conforme as exigências das leis.

Por último, o líquido que é o esgoto tratado com eficiência que também atende as leis ambientais, passa por cloração (adição de cloro) por pastilhas.

Os efluentes tratados são direcionados para o Córrego  Toledinho afluente do Ribeirão dos Toledos.

Endereço: Rua Antonio Froner, s/nº – Rec. das Andorinhas.